Lisboa, 21 ago 2018 (Ecclesia) – A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) apoia a presença de famílias de regiões carenciadas no Encontro Mundial das Famílias, que se começa hoje e termina dia 26 de agosto, em Dublin, na Irlanda, onde também participa.

A fundação pontifícia apoia a presença de famílias de regiões carenciadas de África, Ásia e América Latina e o arcebispo maronita de Damasco, D. Samir Nassar, vai acompanhar um grupo de famílias sírias.

Na nota enviada à Agência ECCLESIA, o secretário português da AIS informa que a fundação vai organizar dois encontros onde vão apresentar “as experiências, os desafios e as esperanças das famílias” que vivem na Rússia, Quénia e Congo – nos dias 22 e 23 de agosto.

No dia seguinte, o diretor nacional da AIS/ACN Irlanda, Michael Kinsella, participa no painel ‘A família como agente de paz num mudo atribulado’, às 11h30.

Na tarde do dia próximo dia 24, o padre Michael Shields, missionário do Alaska, vai dar testemunho do seu trabalho de mais de 20 anos na Rússia, o único sacerdote católico na região oriental da Sibéria.

Com o tema ‘O Evangelho da família, alegria para o mundo’, o Encontro Mundial das Famílias é organizado pelo Dicastério da Santa Sé para os Leigos, a Família e a Vida, da Santa Sé, começa esta tarde e termina dia 26 de agosto.

Durante o encontro, a fundação pontifícia vai apresentar “varias atividades” e a exposição “…and you shall be My witnesses”  (“sereis  minhas testemunhas”), “uma mostra do sofrimento de muitas famílias no Médio Oriente, sobretudo no Iraque e na Síria” (no Hall 8D).

CB

Irlanda: Fundação Ajuda à Igreja que Sofre participa no Encontro Mundial das Famílias 2018

Partilhar:
Share