Evento promovido pela Igreja Católica reuniu milhões de pessoas nas últimas três décadas

Cidade do Panamá, 27 jan 2019 (Ecclesia) – O Vaticano anunciou hoje que Portugal vai acolher a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), na cidade de Lisboa, em 2022.

“A próxima Jornada Mundial da Juventude vai decorrer em Portugal”, disse o cardeal Kevin Farrell, prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida (Santa Sé).

A decisão foi recebida com uma salva de palmas pelas centenas de milhares de participantes na Missa conclusiva da JMJ 2019, que se iniciou esta terça-feira, na Cidade do Panamá.

O anúncio foi acompanhado, no campo São João Paulo II, onde foi celebrada a Missa, por uma delegação do Patriarcado de Lisboa, presidida por D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa; pelo presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa; e pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

O papa recorreu ao Twitter para se despedir do Panamá, “até Lisboa, em 2022!”.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade.

As edições internais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

Após o anúncio do Papa, foi apresentado um vídeo de boas-vindas, com intervenções do presidente da República Portuguesa, do primeiro-ministro, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa e do cardeal-patriarca,

“Sejam bem-vindos a Portugal, jovens de todo o mundo”, diz Marcelo Rebelo de Sousa.

Já António Costa destaca que “há séculos que Portugal constrói pontes de amizade entre povos e entre culturas”.

“Gostamos de receber quem nos visita, gostamos de acolher quem quer viver entre nós. Sejam-bem-vindos a Portugal”, acrescenta o líder do executivo.

Numa sequência de imagens com jovens a passear e conviver em locais emblemáticos de Lisboa, Fernando Medina fala numa “cidade alegre e vibrante”.

“Vamos receber-vos a todos com grande alegria, em 2022. Bem-vindos a Lisboa”, declara o autarca.

D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca e presidente da conferência Episcopal Portuguesa, encerra o vídeo com um convite: “Em 2022 estaremos juntos em Lisboa, com o Papa Francisco, celebrando a fé e enviando ao mundo uma mensagem de paz”.

OC

 

Edições Internacionais da JMJ

1987 – Buenos Aires (Argentina)

1989 – Santiago de Compostela (Espanha)

1991 – Czestochowa (Polónia)

1993 – Denver (EUA)

1995 – Manila (Filipinas)

1997 – Paris (França)

2000 – Roma (Itália)

2002 – Toronto (Canadá)

2005 – Colónia (Alemanha)

2008 – Sidney (Austrália)

2011 – Madrid (Espanha)

2013 – Rio de Janeiro (Brasil)

2016 – Cracóvia (Polónia)

2019 – Cidade do Panamá.

Partilhar:
Share