Cidade do Panamá, 23 jan 2019 (Ecclesia) – O bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, apresentou hoje uma catequese aos jovens de língua portuguesa presentes nas Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) que decorrem no Panamá, No encontro que decorreu na Escola Pedro J. Sosa (Panamá) o bispo português quis desafiar os jovens a serem mais “ativos no meio da sociedade e do mundo onde estão inseridos”, disse à Agência ECCLESIA.

Para D. Virgílio Antunes, os jovens de hoje, “sobretudo o jovem cristão”, têm de “ser ativo”, porque existe uma tendência “muito grande” para a acomodação.

O individualismo “entrou na comunidade humana e eclesial”, frisou o bispo de Coimbra, um dos que hoje apresentou a sua catequese aos jovens de língua portuguesa, sobre a figura da Virgem Maria como “modelo dos cristãos”.

Nesse sentido, acrescentou, a comunidade tem “de criar espaços”, a “começar pela Igreja”, para que a identidade juvenil seja uma realidade presente e “os jovens se sintam ativos”.

A Igreja Católica já “sente a urgência dessa mudança” e o Sínodo sobre os jovens, em outubro de 2018, ajudou a “perceber que a atitude tem de mudar”.

Foto: Agência ECCLESIA/PR

Os participantes na Jornada Mundial da Juventude participam até sexta-feira em catequeses feitas por 380 bispos, incluindo seis portugueses, em 25 idiomas; os temas propostos decorrem do lema da 34ª JMJ, ‘Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua Palavra’.

Na quinta-feira são apresentadas outas quatro catequeses por bispos de Portugal: D. Manuel Felício, bispo da Guarda, no Templo de São João Batista de La Salle e Santa Mónica; D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda, no Templo São Pio Pietrelcina; D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa e presidente da Comissão Episcopal Laicado e Família, na igreja de Nossa Senhora de Lourdes; e D. Nuno Almeida, bispo auxiliar de Braga, no Templo Cristo Filho do Homem.

A delegação de Portugal na JMJ 2019 vai realizar um encontro entre todos os participantes na manhã do dia 25, sexta-feira.

De acordo com Departamento Nacional da Pastoral da Juventude (DNPJ), participam na JMJ 300 portugueses de 12 dioceses e quatro movimentos, acompanhados por seis bispos e 30 voluntários.

PR/OC/LFS

Partilhar:
Share