Cardeal Luis Antonio Tagle quer que «serviço da caridade» acompanhe novas gerações de católicos

Foto: Agência ECCLESIA/PR

João Pedro Gralha e Paulo Rocha, enviados da Agência ECCLESIA ao Panamá

Cidade do Panamá, 24 jan 2019 (Ecclesia) – O presidente da Cáritas Internacional disse hoje à Agência ECCLESIA que a organização católica marca presença na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Panamá, procurando sensibilizar os jovens para os dramas dos migrantes.

“A situação força realmente muitas pessoas a deixar os seus países” na América Central e do Sul”, referiu o cardeal Luis Antonio Tagle, arcebispo de Manila, nas Filipinas.

A presença da Cáritas na JMJ está centrada na campanha “Partilhar a Viagem”, dedicada aos migrantes e refugiados, que decorre nos cinco continentes.

“Vemos como as pessoas rejeitam os migrantes, no mundo, impedindo-os de entrar”, observou o cardeal filipino.

O responsável quer “encorajar os jovens a pensarem, desde já, no serviço da caridade como parte da sua vida cristã”.

O ‘Caritas Youth’ reúne jovens líderes da Cáritas de toda a América Latina e Caraíbas, para refletir sobre temas como coordenação voluntária, paz e reconciliação, campanhas e resposta a emergências.

PR/OC

Partilhar:
Share