«Adeus» ao Panamá com mensagem de agradecimento aos voluntários

Cidade do Panamá, 27 jan 2019 (Ecclesia) – O Papa despediu-se hoje da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) do Panamá com uma mensagem de agradecimento aos voluntários, convidado-os a participar na edição de 2022, em Lisboa, com Francisco ou outro pontífice.

“Como vos disse em Cracóvia, não sei se estarei na próxima JMJ, mas Pedro estará lá certamente e vos confirmará na fé. Continuai em frente, com força e coragem e, por favor, não vos esqueçais de rezar por mim”, assinalou, no final do encontro que decorreu no Estádio Rommel Fernández Juan Díaz.

Esta quinta-feira, o Papa apresentou-se aos peregrinos da JMJ, na Cidade do Panamá, evocando a mesma frase sobre a sua eventual presença na edição internacional do evento: “Pedro [referência à figura do Papa] está convosco, para celebrar e renovar a fé e a esperança. Pedro e a Igreja caminham convosco”.

Durante o encontro com os voluntários, Francisco mostrou-se emocionado com o esforço realizado por muitos deles, após de ter ouvido vários testemunhos, incluindo o da portuguesa Margarida Patrocínio.

Muitos de vós fizestes renúncias de todos os tipos. Tivestes de adiar sonhos, para cuidar da vossa terra, das vossas raízes. Isto sempre é abençoado pelo Senhor, que não se deixa vencer em generosidade. Sempre que adiamos um gosto nosso pelo bem dos outros, especialmente dos mais frágeis, ou das nossas raízes como são os nossos avós e idosos, o Senhor no-lo devolve na proporção de cem por um”.

O Vaticano anunciou hoje que a próxima edição internacional da JMJ vai decorrer em Lisboa, em 2022.

No Panamá estiveram mais de 20 mil voluntários, incluindo 2445 internacionais, dos quais 30 portugueses.

OC

Partilhar:
Share