Depois do anúncio da próxima JMJ ser em Lisboa a Ecclesia faz uma viagem no tempo e esteve à conversa com o padre Augusto Gonçalves, antigo diretor da pastoral juvenil.

As memórias do sacerdote de 79 anos e as vivências de ter participado em encontros mundiais e em várias Jornadas Mundiais da Juventude considera ser “uma lufada de ar fresco” para a juventude em Portugal.

Partilhar:
Share