Francisco assinala prefácio de textos bíblicos comentados por fiéis das duas religiões

Cidade do Vaticano, 17 jan 2019 (Ecclesia) – O Papa apelou à superação da “incompreensão” entre judeus e cristãos, uma mensagem deixada no prefácio do livro “A Bíblia da Amizade”, com passagens comentadas por fiéis das duas religiões.

“Temos 19 séculos de antijudaísmo cristão e poucas décadas de diálogo não são suficientes para o confronto”, admite o pontífice.

Segundo o Papa, tanto judeus como cristãos acreditam que “o amor a Deus e ao próximo resume todos os mandamentos”, sublinhando o “rico património espiritual” que têm em comum.

“A Bíblia da Amizade. Trechos da Torah/Pentateuco comentados por judeus e cristãos” vai ser lançada esta sexta-feira.

“Para os cristãos é de vital importância descobrir e promover o conhecimento da tradição judaica para se conseguirem compreender de modo mais autêntico a si mesmos. O estudo da Torah também faz parte deste compromisso fundamental”, assinala o Papa.

Hoje, na Itália celebra-se a 30ª jornada de diálogo entre católicos e judeus.

OC

Partilhar:
Share